07/04/2014

VAMOS VIVER, E CANTAR, NÃO IMPORTA QUAL SEJA O DIA.

      
       Eu quero viver, mas, viver de verdade e não apenas esperar o passar dos dias. Eu nunca tive tanta vontade de viver em toda a minha vida!. Eu quero desesperadamente sentir tudo o que é preciso sentir. Eu quero saborear o que tiver que ser provado. Eu quero respirar os mais variados ares. Eu quero andar por todas as terras; conhecer todos os tipos de pessoas. Eu quero descobrir um novo jeito de sorrir, um novo jeito de aproveitar um abraço. Eu quero debater sobre os filmes complexos, expressar adoração pelas melhores músicas já feitas. Quero ir a shows inesquecíveis, com meus amigos do coração ao meu lado. Eu quero me jogar em um rio, saltar de paraquedas!, Discutir política com alguém famoso; falar com meus pais sobre sexo sem constrangimentos... . Eu quero passar horas olhando a lua num céu espetacularmente estrelado, pensando que mais alguém faz o mesmo que eu, naquele exato momento. Eu quero dançar até minhas pernas doerem; gritar até ficar rouca; quero chorar de tanto rir; beijar até dizer: - "Não posso mais". Quero sentar em uma montanha, com uma garrafa de cerveja esperando o sol nascer. Quero viajar de carro pelas estradas da Califórnia, com uma pessoa incrível, que tenha um bom gosto musical. Eu quero me apaixonar! E dizer que amei demais, e que se algo deu errado, foi por ter feito demais, e nunca menos!. Eu quero acordar num dia de sol em uma semana comum, e colocar o melhor CD de todos no último volume, e cantar até me sentir em outro lugar. Quero contar que tive coragem o suficiente pra comer gafanhotos assados na China. Eu quero poder dizer que sobrevivi aos três dias de caminhada na trilha Inca para chegar a Machupicchu. Quero fazer um belo discurso, daqueles que arrancam lágrimas, no casamento daquele amigo que me dizia que jamais iria se casar... . Eu quero poder reunir todos os meus amigos e toda a minha família e dizer que eles são o melhor acontecimento da minha vida!. Eu quero ir a Jerusalém, e agradecer a Deus por cada dia novo em que tive a chance de  começar tudo de novo. Eu quero poder inspirar ao menos uma pessoa algum dia... . Quero publicar um romance. Quero dizer a uma criança que ela pode ser exatamente tudo o que ela quiser!. E sobretudo, eu quero me deitar em meu quintal, num fim de tarde qualquer, olhar para um céu nublado e poder dizer: - Eu fiz tudo o que eu quis fazer, eu vivi do jeito que acreditava ser o certo, eu não tenho arrependimentos, está tudo finalmente no lugar certo!.

Foto: RJ SHAUGHNESSY PHOTOGRAPHY
Mariana Carolina.

20/03/2014

HIPSTER TIME

Hello Glamourosos! Hoje trago a vocês um "editorial" pessoal, clicado pela minha mais talentosa prima, Tâmiza Vaz. Com uma temática meio hippie, hipster, alternativo, vintage ou o que quiserem chamar rs; não costumo fazer posts de looks do dia, mas sempre dá pra dar uma olhadinha no look também, nas fotos eu uso essa cropped feita por mim, e o short eu achei num brechó do centro, já as meias, botinas, e cardigã: Lojas de departamento sz  (bem basiquinho street esse look). Usei muitos filtros nessas fotos pra dar esse efeito queimado, vintage, acho que muita gente usa esse site: Pixlr o Matic mas pra quem ainda não conhece, que tenha gostado dos efeitos, foi esse aí que usei gente. É isso, espero que tenham gostado. Inspirem-se, até a próxima!


Fotos: Tâmisa Vaz.

07/03/2014

DIVAGAÇÃO DA REALIDADE


        Por que sempre parece que o irreal é melhor, e mais legal que a realidade? Você já parou para pensar, em como a fantasia nos fascina? Sempre que leio um livro, vejo um filme, ou mesmo uma série, é como se eu quisesse que aquilo fizesse parte da minha vida, não entendo como algo que não existe, uma história inventada, nos trás tanta vontade de fazer parte daquilo, o mundo é extraordinariamente magnífico e fascinante, mas ainda assim, o irreal, a infinidade das possibilidades as quais seriam possíveis, se todas as lendas, mitologias e contos fossem reais, parecem algo muito mais atrativo aos nossos olhos, isso para mim!. Existem pessoas que morreriam se existissem tais coisas, como lobisomens, vampiros, bruxos , super-heróis, anjos caídos, zumbis. 
       O fato é que todos, apesar de terem um certo fascínio por tais "aberrações", não conseguem nem ao menos imaginar como seria, tudo volta para o pensamento lógico, a explicação para tudo o que acontece e existe, se existe toda essa discussão polêmica, pela existência de deus, o que diriam sobre isso?, é claro que o pensamento lógico e cientifico se encontra enraizado em minha mente, mas o fato é que tudo o que foge disso é mais interessante, sentimos o mundo entediante, vazio, chato, sem expectativas, buscando por coisas que nos tirem da realidade, por isso tudo o quanto mais absurdo pareça, mais atrativo será, estão todos cansados da monotonia, da normalidade, queremos ação, o ultraje, o infinito, o surreal, não apenas nas histórias fantasiosas, mas em nossas próprias vidas, pessoas que sejam mais do que apenas civis, em estado de conformidade mórbida, queremos os que dancem sem motivos, os que cantem quando não tiver música, os que corram em meio a tempestade, os que sonhem em meio a dura realidade, os que chorem quando já não há ninguém que se importe, os que falam e gritam, em meio uma multidão surda e cega, os que vão em frente quando ninguém mais acredita, os que dizem para continuar, quando todos já te disseram para desistir, os que tem fé, fé o suficiente para ter esperança, e realizarem algo ao qual todos julgavam impossível. Os que podem fazer a diferença, quão fantasioso isso é hoje? Talvez consideravelmente mais do que a existência de zumbis. 
         E quem disse que os vampiros não existem? Estão por toda a parte sugando tudo que é vivo, valioso, e bonito, aí a explicação da falta dos três elementos..., e quem disse que não existem lobisomens? Enquanto não se sabe no que as pessoas podem se transformar ao longo das luas, e infelizmente nem ao menos a limitação dos dias de lua cheia possuímos, visto que pessoas que mudam de lado facilmente, e tem um vasto número de rostos, trazendo a falsidade a todo vapor, em todas as fases da lua. E quem disse que os bruxos não existem? Estão todos os dias confundido a população, fazendo truques para que todos esqueçamos suas ações maléficas, lançando campanhas de distração como copas do mundo, eventos religiosos, e todas as forças midiáticas unidas como magia negra poderosa!, E quem disse que anjos caídos não existem? Pessoas que se desintegram da sociedade, e querem apenas retirar, tomar tudo o que pertencem a outros, nem que para isso tenham que matar, ou mesmo, não querem obter nada em troca, apenas o prazer da realização do caõs, como podemos ver a violência avançando cada dia mais, com verdadeiros demônios por trás de tudo. E quem disse que os zumbis não existem? Se o mundo está mais que sobrecarregado de tantos seres mortos, que se fingem de vivos, mas que não fazem nada mais que existir, porque já desistiram, jogaram suas mãos para o alto sem a motivação e a coragem de conseguirem realizar alguma coisa, quantas existências desperdiçadas em nome da desistência. E por fim, como é possível que alguém diga que os super-heróis são uma invenção da cabeça de sonhadores? Se todos nós que continuamos, e acreditamos que o amanha pode ser melhor que o dia de hoje, se tentamos melhorar o mundo desde uma simples gentileza, até a denúncia de uma quadrilha corrupta, se todos os pais que insistem em mostrar o caminho ético aos seus filhos, se todos os jovens que acreditam, e fazem tudo para serem realmente o futuro de uma nação digna, estão aqui, lutando todos os dias pelo que acreditam, isso não é ser herói?.
         Meus caros sonhadores e fugitivos do mundo real para o imaginário, o mundo ao qual se escondem, e se refugiam em livros, está tão cheio de coisas assustadoras e que não parecem reais, quanto em seus livros, o mundo ao qual pertencem é tão perigoso e cheio de escuridão e adrenalina quanto o imaginado por suas cabeças, por isso, voltem, e vivam nele; as coisas não param enquanto vocês se escondem, tudo continua acontecendo, com, ou sem a participação de vocês!.

Mariana Carolina.

20/02/2014

PERTURBAÇÃO DA REALIDADE.

                                                                    Foto:  http://blog.annettepehrsson.se/

   Não é triste saber como a realidade é pouco? faz da vida tão pouco, o mundo tão nada, os dias tão vazios. Por que as coisas não são como em nossas mentes? sem datas, sem avisos, sem permissão, por que as coisas apenas não são? Sem ter que significar alguma coisa, ou serem rotuladas por um nome, por uma ação? Odeio simplificações de função; tudo precisa ser chamado de algo, se não tem nome, não existe.
     Não é triste saber que viver na sua mente é mais prazeroso do que fora dela? Ah como eu gostaria, que a vida fosse tão cheia de sentido, tão cheia de acontecimentos memoráveis! Que os diálogos que passam pelas nossas mentes acontecessem de verdade, em algum lugar desconhecido..., eu só queria que tudo fosse natural, sem premeditação, sem expectativas, pois não se pode ter expectativas sobre coisas que você não sabia que viriam. Ah como seria belo se a simples presença bastasse, se o olhar dominasse, se a mente nos completasse, se a melancolia não nos abandonasse, se a banalização não existisse, se a mediocridade não fosse normal, se a desistência não fosse mais fácil, se as pessoas ao nosso redor nos trouxessem paz, e não caos, se as dúvidas não nos consumisse!
     Tudo o que eu sempre quis, é que alguém olhasse de verdade para mim!, como eu sempre faço, tudo de longe, pode ser que a poética do platônico não seja a ideia mais atraente para as pessoas, mas a beleza dessa ideia me consome, de uma forma que eu nem acho mais possível outra forma de relacionamento, acho que eu nasci pro não acontecer, pro não cumprir, não tenho vontade de tentar, eu só quero planejar infinitamente, até não conseguir mais ocupar minha mente, e começar a planejar com outra idealização, não sinto que os relacionamentos de fato existam para mim, eu existo apenas dentro de mim, e tudo o que é externo, é que não existe, tudo o que eu toco não é real, tudo o que se aproxima de mim se desfaz, como um castelo de areia. Eu sou apenas o vento, que passa sem ninguém enxergar de verdade, fica apenas o rastro de mim pelos cantos, e você pode perceber pelos detalhes, mas ninguém percebe, nunca!.